Documento Eletrônico de Transporte foi aprovado no Senado e avança rumo a modernização do setor

Documento Eletrônico de Transporte foi aprovado no Senado e avança rumo a modernização do setor

O Documento Eletrônico de Transporte ou DT-e foi lançado a dois anos atrás, em 2019, com o objetivo de modernizar e centralizar todos os dados e obrigações administrativas e fiscais do setor de modo totalmente digital. 

Dessa forma, o novo documento visa facilitar diversos processos que envolvem tanto o Governo Federal quanto empresas e motoristas em atividade no Brasil. 

Mas, quais serão os benefícios da DT-e? 

O Documento Eletrônico de Transporte poderá proporcionar mais agilidade e facilidade para os motoristas, operadores, embarcadores e indústrias em geral, já que a DT-e irá centralizar diversos documentos em um só lugar. 

Por exemplo, em cada operação são necessários documentos individuais como: CIOT, RNTRC, DACTE e muitos outros. Com o DT-e eles não deixaram de existir, porém, serão centralizados em um único lugar. 

Quando for instalado, ficará sob responsabilidade do Ministério da Infraestrutura desenvolver plataformas e aplicativos para soluções como agendamento de embarque, consultas de passagens de veículos, fiscalização para os Detrans e entre outros. 

Na prática, vamos supor que você precisa saber em qual porto ecoar a sua mercadoria, atualmente o processo seria consultar individualmente cada um deles. 

Já com o DT-e você poderá consultar a disponibilidade de todos os portos de forma integrada em uma única plataforma. 

Esse documento será totalmente digital? 

Sim, o Documento Eletrônico de Transporte ou DT-e será 100% digital e poderá substituir as versões impressas de documentos como informações sobre licenças, registros, condições contratuais, sanitárias, pagamentos e entre outros. 

Vale ressaltar que ele não irá extinguir os documentos individuais e as suas respectivas versões impressas. Portanto, os dois métodos irão coexistir e caberá ao profissional escolher aquele que melhor lhe convém. 

Quando o DT-e irá entrar em vigor? 

Ainda não há nenhuma previsão definitiva em relação a implantação do Documento Eletrônico de Transporte. O projeto ainda está em trâmites governamentais e antes de ser lançado para o público deverá passar por diversos testes e validações para que o público em geral tenha acesso. Ou seja, pode demorar meses, até alguns anos, antes de podermos ter acesso a essa tecnologia.

Angelo Scatena

Related Posts

Pedágios do Rodoanel ficam mais caros

Pedágios do Rodoanel ficam mais caros

Correios lança Sedex hoje, novo serviço para entregas no mesmo dia

Correios lança Sedex hoje, novo serviço para entregas no mesmo dia

ANTT reduz tarifas de pedágio da Ecosul no estado do Rio Grande do Sul

ANTT reduz tarifas de pedágio da Ecosul no estado do Rio Grande do Sul

Grupo AILOG lança novo banco digital com serviços focados em empresas que atuam no ramo logístico

Grupo AILOG lança novo banco digital com serviços focados em empresas que atuam no ramo logístico

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts recentes

Categorias

Sobre nós

Nós somos a AILOG!

Oferecemos soluções voltadas para roteirização,  planejamento de visitas e gestão de entregas.

Conheça o WebRouter – plataforma de otimização de rotas. Com nossa plataforma, você poderá planejar seus roteiros de entregas e coletas, roteirizar, acompanhar suas entregas em tempo real e gerenciar sua operação diária.

Tenha o controle de sua operação e se surpreenda com melhores resultados.

Encontre-nos

Endereço
Rua São Sebastião 506 – 1 Andar
Ribeirão Preto, SP, CEP: 140150-40

Horário
Segunda—sexta: 8h–18h

Fone

55 (16) 2132-6060

SAC: 0800 580-0844