Conflitos entre Correios e Rede Globo demonstram preocupação com a logística nacional durante a Black Friday

Estamos a poucos dias de um dos maiores eventos do comercio eletrônico do pais, a Black Friday. No último sábado (17) o Jornal Nacional da Rede Globo exibiu uma reportagem sobre as entregas realizadas pelos Correios com diversas críticas e preocupações não somente dos consumidores finais, mas também dos operadores logísticos.

Na reportagem, a Globo mostrou as reclamações dos Correios feitas em um site, o “Reclame Aqui”, usado como um intermediário online entre reclamações dos consumidores e soluções das empresas.

A Globo abordou o “Reclame Aqui”, dizendo que o serviço chegou a receber 55 mil queixas contra os Correios e na matéria o reportar chega a afirmar sobre o “temor de quem precisa dos Correios é que a situação piore com o aumento de demanda que começa com a promoção Black Friday e vai até o Natal”.

agencia-correio-entrega-black-friday

No dia seguinte, no domingo o Correios emitiu uma nota em seu site oficial contendo esclarecimento sobre a reportagem exibida. Segundo dos Correios o jornal exibiu uma matéria tendenciosa e segundo a instituição as reclamações realizadas no “Reclame Aqui” correspondem a 0,00001% do total de entregas realizadas pela empresa.

No final os Correios ainda acusam a rede Globo de colocar ao ar uma matéria até “facciosa” sobre a qualidade da empresa e que isso seria para de que, algum modo, pudessem favorecer operadores logísticos privados.

Você pode conferir a matéria completa aqui.

O que isso representa para os operadores logísticos?

Bom, esse é o objetivo central. Os correios é uma empresa estatal que atual em todo o território nacional. Muitos falam sobre livre comercio e a privatização dos Correios. Mas seria essa a solução?

O comercio já é livre, ou seja, outras empresas nacionais ou internacionais podem atuar no país de acordo com a legislação. Então porque não vemos um concorrente de peso aos Correios?

Uma das possíveis respostas é a complexidade de atender um país com dimensões continentais. O Brasil é o 5º maior país do mundo em território. Temos uma grande dificuldade na distribuição nacional quando observamos que temos uma infraestrutura logística precária e arcaica quando comparada a outros países.

Nosso principal meio de distribuição é o Rodoviário tendo em vista a falta de investimento em outros modais como ferroviário, aéreo, aquaviário e entre outros.

 Para contextualizar melhor essa diferença, segundo a Confederação Nacional de Transportes (CNT) 61,1% de toda a carga transportada no Brasil usou o sistema modal rodoviário, 21,0% passaram por ferrovias, 14% pelas hidrovias e terminais portuários fluviais e marítimos e apenas 0,4% por via aérea.

Infraestrutura de transportes de carga pelo mundo

A partir das informações apresentadas, conseguimos observar que a logística no território nacional é um desafio não somente para os Correios, mas todos os operadores logísticos que atuam no Brasil, aqui a segunda maior empresa de distribuição é a Total Express que pertence ao Grupo Abril.

A única saída que nos resta é procurar opções de operadores privados que oferecem suporte de acordo com a sua necessidade e aguardar que algum dia possamos contar com operações ágeis e eficazes como vemos em outros países vizinhos.

Deixe uma resposta